Header Ads

Jesus não é o Messias

JESUS MARIA sagradafamilia

Todo o crente acredita que o Messias deveria vir da linhagem de Davi. São diversos os textos bíblicos utilizados pelos cristãos para fundamentar a teoria, porém nenhum deles é direto e objetivo, sendo necessário usar um pouco a imaginação.

Vemos aqui passagens sendo utilizadas fora do contexto e que não trazem nada de concreto:

II Samuel 7:13: “Este edificará uma casa ao meu nome, e eu estabelecerei para sempre o trono do seu reino.”

Gênesis 49:10: “O cetro não se arredará de Judá, nem o bastão de autoridade dentre seus pés, até que venha aquele a quem pertence; e a ele obedecerão os povos.”

Isaías 11:1: “Então brotará um rebento do toco de Jessé, e das suas raízes um renovo frutificará.”

Contudo, vamos supor que realmente o Messias seria descendente de Davi. E claro, vamos colocar Jesus sendo candidato a Messias. Aqui começa o problema. Jesus tem nada menos do que 2 genealogias na Bíblia. A primeira pode ser conferida em Mateus 1:1-16, e a outra em Lucas 3:23-31.

Os cristãos, tentando explicar, dizem que a genealogia apresentada em Lucas seria a de Maria. Dessa forma Jesus seria o Messias, já que seria descendente de Davi por Maria.

Mas o porém é que, em nenhum versículo está escrito que aquela genealogia é a de Maria. O versículo que inicia diz assim: “Ora, Jesus, ao começar o seu ministério, tinha cerca de trinta anos; sendo (como se cuidava) filho de José, filho de Eli; Eli de Matate, Matate de Levi, Levi de Melqui, Melqui de Janai, Janai de José…”. Está claro aqui que Eli não é pai de Maria e sim de José.

Mas, mesmo que essa genealogia de Lucas fosse de Maria, então teríamos outro problema. Lembram dos versículos citados anteriormente? Pois então, eles levam a crer que o Messias seria herdeiro legítimo do trono de Judá, como ainda se acredita atualmente. O ponto crucial é que a suposta linhagem de Maria leva a Natã, filho de Davi que, porém, nunca foi rei. Todos sabemos muito bem que Salomão sim foi o rei.

Voltando a genealogia escrita por Mateus, aí sim temos Jesus como descendente de Salomão, e dessa forma, sendo da linhagem dos reis. Mas, novamente temos um porém. Jesus, segundo a tradição, foi gerado via inseminação artificial, sendo filho do Espírito Santo e não de José. Dessa forma, mais uma vez, Jesus deixa de ser o prometido Messias.

Interessante é ver que Jesus não é o único da família a ter dois pais, José também, um chamado Eli e o outro Jacó. Como explicar isso? Fácil! A Bíblia é toda remendada e questões como essas não são raras, como veremos nos próximos artigos. Aguarde!

2 comentários:

  1. gostaria de pedir ao irmãozinho que estude um pouco mais sobre a composição da bíblia e sua estrutura literária para não falar asneiras. O livro de gênesis não é obra de apenas um autor, mas de vários, pelos menos três. Um de tradição javista, um de tradição Eloísta e um da tradição dos deuteronomistas! E outra, Gênesis não é uma livro linear cronológico, mas um compêndio de escritos que foram transmitidos na forma oral e copilados por diversas vezes. Antes de falar besteiras, estude um pouco mais!.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  2. Diego Lopes, que tem de ver os vários autores de Gênesis com o assunto abordado? De que forma você elucida o assunto, provando que Jesus é o Messias com o seu comentário? Qual foi a asneira dita? Esse é seu argumento?Eu aguardo ansiosamente você refultar os pormenores deste artigo.

    ResponderExcluir